Colégio Alfa-Beta
header O que somos

titulojardiminfancia

“A relação educativa é feita por pessoas, por circunstâncias, objetos, espaços e tempos, vontades e desejos explícitos […]” Siebert (1998)

Após a vivência de uma fase mais autocentrada, a criança, aos 3 anos, manifesta uma maior necessidade da presença do outro como objeto de interação, para o qual direciona a sua intencionalidade comunicativa, agora mais clara e percetível, e a sua criatividade, nomeadamente no brincar, exigindo recetores participativos e igualmente entusiastas. Em suma, companheiros de brincadeira e descoberta (os pares).

Assim, o jardim-de-infância emerge como o ambiente e espaço lúdico e social ideal, para que a criança possa suprir esta sua necessidade, assim como progredir de modo equilibrado e coerente no desenvolvimento das suas competências sociais.

A dinâmica social no contexto educativo do jardim-de-infância do Colégio Alfa-Beta é orientada por um programa pedagógico específico, cujas estratégias e atividades estimulam a assimilação de condutas sociais adequadas e contextualizadas, de que são exemplo: a iniciativa, o diálogo na expressão e partilha de emoções, a cooperação, o respeito pelo outro, a empatia e a solidariedade.

Deste modo, é este processo de socialização estruturado que permite a criança evoluir de forma harmoniosa adquirindo independência, confiança em si, adaptabilidade e rendimento intelectual ou cognitivo.

No contato e interação/comunicação com o grupo de pares, pretende-se desta forma que a criança inicie um conjunto de aprendizagens:
Motoras (coordenação motora global) e psicomotoras, no esboço/desenho das suas primeiras formas, inclusive a figura humana;
-Cognitivas, no aumento dos períodos de atenção/concentração e produção, na associação livre de ideias, nas tarefas de seriação e inclusão em classes;
- Linguísticas no aumento do vocabulário e complexidade da estruturação frásica.

Para tal, as atividades pedagógicas  findam por basear-se nas necessidades e interesses das crianças,  partindo pois, das suas experiências significativas no concreto e evoluindo para as aprendizagens mais recentes, às quais, respeitando a sua singularidade, o contexto pré-escolar as expõe, no sentido de promover as suas capacidades e potencial de aprendizagem.

Responsável pela introdução de desafios e metas na etapa final do desenvolvimento fisico, cognitivo, linguístico e social,  que antecede o ensino formal,  a educação pré-escolar  consiste  numa fase de preparação para a ingressão no 1º ciclo, pelo que apresenta às crianças um conjunto de atividades que facilitam esta transição.

Inscrevem-se neste grupo de atividades educativas a expressão das seguintes competências :
-  reconhecimento e desenho dos primeiros grafismos;
-  noção de conjunto, número e quantidade (através de exercícios de manipulação de objetos no concreto);
-  emergência de literacia (comportamentos associados à prática da leitura);
- condutas e regras inerentes à integração no 1º ciclo.

É ainda de salientar, o papel ativo dos pais, enquanto mediadores, na fase inicial desta etapa em que a criança abandona o seu espaço vital, a casa, e procura adaptar-se a outro meio e à sua rotina diária especifica, que garantirá a estimulação máxima das suas capacidades. A forma como  as crianças se integrarão no seu dia-a-dia, determinará as suas experiências pré-escolares seguintes.

Para uma adaptação saudável, sugerimos que confie no colégio que escolheu para o seu filho e colabore com as estratégias que este lhe fornece, para assegurar um início confiante e tranquilo no seu crescimento.

Estratégias para uma boa adaptação:
1 - A decisão de colocar o seu filho na escola deve resultar de atitude pensada, consciente e segura;
2 - A vinda da criança para a escola deve ser preparada; entretanto, evite longas explicações para não despertar nela suspeitas e insegurança;
3 - A separação, apesar de necessária, é um processo doloroso tanto para a criança como para a mãe, mas é superado em pouco tempo;
4 - Cuidados devem ser tomados nesse período de adaptação em relação a: troca recente de residência, retirada da chupeta ou fraldas, troca de mobília do quarto da criança, perda de um parente próximo ou animalzinho de estimação;
5 - O choro na hora da separação é frequente e nem sempre significa que a criança não queira ficar na escola;
6 - A ausência do choro não significa que a criança não esteja a sentir a separação. Não force com violência e ansiedade a criança a ficar na escola;
7 - Evite comentários sobre a adaptação da criança na sua presença;
8 - Cabe à mãe entregar a criança ao educador, colocando-a no chão e incentivando-a a ficar na escola. Não é recomendável deixar o educador com o encargo de retirar a criança do colo da mãe;
9 - Nunca saia escondido de seu filho. Despeça-se naturalmente;
10 - A sala de atividades é um espaço que deve ser respeitado e, a sua presença nela, além de dificultar a compreensão da separação, fará as outras crianças cobrarem a também a presença de suas mães;
11 - Incentive a criança a procurar a ajuda do seu educador quando necessitar de algo, para que crie um laço afetivo com ele;
12 - Lembre-se que o educador atende às crianças em grupo, procurando distribuir a sua atenção, igualmente, promovendo junto com a mãe a integração da criança;
13 - Se os pais confiam na escola, sentirão segurança na separação e esse sentimento será transmitido à criança, que suportará melhor a nova situação;
14 - O período de adaptação varia de criança para criança, é único e deve ser avaliado individualmente;
15 - Evite interrogatórios sobre o dia da criança na escola;
16 - Poderão ocorrer algumas regressões de comportamento durante o período de adaptação, assim como alguns sintomas psicossomáticos (febre, vómitos etc.);
17 - É comum verificar-se nessa fase uma ambivalência de sentimentos. O desejo de autonomia da criança e a necessidade de proteção ocorrem simultaneamente;
18 - Cuidado com a aparente adaptação. Os pais devem respeitar o período estabelecido pela escola;
19 - A adaptação das crianças de período integral inicialmente deve ser feita de manhã.



Regulamento Jardim de Infância 2017-2018

Regulamento Jardim de Infância 2018-2019

 



sombra
barra
fotoementa   fotojornal   fotonewsletter   fotoinfo

 Ementa 28 Maio a 1 Junho 
 Ementa 4 a 8 Junho 
 Ementa 11 a 15 Junho
 Ementa 18 a 22 Junho
 Ementa Berçário e Sala 1 ano

 

Já se encontra disponível
para download a 38ª e 39ªEdição
do Jornal Alfa-Beta.

 
 

 Calendário Escolar 2017/18
 Calendário Geral das atividades
 Preçario 2018/2019
 Regulamento Creche 2018/2019
 Regulamento Jardim Infancia
 e 1º Ciclo 2018/2019




Colégio Alfa-Beta | Rua Camilo Castelo Branco nº 28, 2790-320 Queijas | Tel: 21 418 36 85 | Telm: 91 811 97 26

facebook


logolark